quinta-feira, 30 de junho de 2011

Utensílios para prática do Mergulho LIVRE - SNORKELING

Quem mergulha sabe o quanto é facil e divertida a prática desta fascinante atividade. Mas, às vezes, a quantidade de equipamentos e sua aparente sofisticação chega a assustar pessoas leigas, embora interessadas.

Por isso, nada melhor que convencer amigos e parentesa se iniciarem no mergulho através da prática do SNORKELING. Mas que palavra estranha. Qual será o seu significado?
Snorkel é a denominação de uma peça do equipamento do mergulhador. Trata-se daquele famoso tubo que permite a respiração na superfície, sm precisar tirar a cabeça da água. Nadar na superfície com o auxilio de nadadeiras e observar o fundo do mar através de uma máscara e snorkel para respirar, podemos ficar grudados naquilo que acontce lá embaixo, é que chamamos praticar SNORKELING.

Tudo deve começar pela compra do equipamento. E é melhor começar com o pé direito. Na hora de comprar não podemos esquec que o preço não é o único que deve ser considerado. Qualidade (que e tradz em matérias-primas, projetos, fabricação e acabamento), deve ser diretamente proporcional ao desembolso.

Então do que eu preciso? Existem vários Utensílios para a prática do Mergulho, entre eles: Máscara, snorkel, nadadeiras, cinto de lastro, faca, colete equilibrador, regulador, cilindros, balaclava roupas de neoprene, luva e meia de neoprene, computador de mergulho...ufa! É muita tralha! Mergulhar é uma atividade da qual dependemos completamente de equipamentos especializados. Hoje temos no mercado dezenas de marcas e modelos para cada uma das peças listadas acima e na hora de adquirirmos nossos próprios equipamentos surge a dúvida: como escolher e o que escolher?

Calma pessoal, iremos responder mais abaixo!!!!

Para iniciar no SNORKELING o conjunto máscara, nadadeiras e snorkel, custa menos do que um bom par de tênis,em média R$150,00 olhe aqui (http://www.newdive.com.br/listaCategoria.asp?cod_subcategoria=58), e abe a porta para um novo modo de vida. O primeiro contato direto com o mergulho sempre acontece através de uma máscara, snorkel e nadadeiras. É o sucesso deste encontro que pode depender seu futuro como mergulhador. Por isso, as técnicas referentes ao uso de tais equipamentos e seu rapido domínio permitira uma harmoniosa integração com o mundo subáquatico.

Indo um pouco além, nos depararemos com as seguintes perguntas: Quais cuidados devemos tomar com cada um desses equipamentos para prolongar sua vida útil? Como lavar? Como guardar?
Para tentar solucionar algumas dessas indagações vão aqui algumas dicas:

Máscara
Dentre as centenas de modelos disponíveis, todas as máscaras de mergulho recreativo (ou técnico) têm o mesmo objetivo: proporcionar foco para a visão do mergulhador sob a água. Em uma máscara devemos considerar:
  • Resistência - Deve ser feita de um material resistente durável, pois trata-se de um equipamento que “bola” muito sobre o convés dos barcos de mergulho.
  • Vedação e Conforto - As “abas” devem vedar bem evitando a entrada de água e serem feitas de um material confortável: ex. silicone. Antes de comprar faça o teste de vedação: a máscara deve “grudar” no seu rosto com uma inspiração.
  • Ângulo de Visão – Deve proporcionar um bom ângulo de visão ao mergulhador.
  • Ajuste – Suas tiras devem ser de fácil ajuste fora e dentro d’água.
  • Espaço Interno - Quanto menor o espaço, menor será a probabilidade de um barotrauma de máscara, entretanto o ângulo de visão provavelmente também será reduzido.
  • Verniz Interno - Máscaras novas vêm com um verniz protetor de fabrica, este produto proporciona o “embaçamento” das lentes nos primeiros usos até que ele saia completamente. Para resolvermos isto devemos esfregar as lentes com pasta de dentes repetidas vezes antes dos primeiros mergulhos.
  • Lentes – Para aqueles com problemas visuais atualmente existem máscaras que permitem trocar as lentes para a correção visual.

Snorkel
Este equipamento, tem como função permitir a respiração mesmo quando a cabeça está voltada para baixo da superfície aquática, é tão simples que pouca coisa pode ser dita sobre seu uso. As características de um bom snorkel são:
·        Espessura do Tubo – Quanto mais fino, menor será o esforço do mergulhador para respirar e para desalaga-lo.
·        Dobráveis – São uma boa opção para aqueles que não gostam de utilizá-lo. Podem ser dobrados e guardados no bolso do colete para uma emergência, por exemplo.
·        Protetor de Ondas – São ótimos quando não atrapalham seu esgotamento.
·        Válvula p/ Esgotamento – Diminui bastante o esforço na hora de esgotar um snorkel. Mas temos que ter em mente que quanto mais válvulas e acessórios, mais fácil será danificá-lo e inutiliza-lo.
·         Resistência – Trata-se de um equipamento que está sujeito a pancadas e danos quando solto no convés de uma embarcação de mergulho. Deve ser resistente ou completamente flexível.

Nadadeiras
Hoje temos diversos modelos no mercado. É uma escolha bem pessoal mas devemos considerar alguns aspectos. Quanto maior e mais rígida a “pala” maior será o esforço em cada pernada. Logo, aqueles que não são atletas devem evitar nadadeiras com palas muito grandes. A pala média é um bom tamanho para a maioria dos mergulhadores. Atualmente temos também modelos bipartidos: a pala é partida ao meio para amenizar o esforço. Hoje as nadadeiras também diferem quanto o tipo de calçadeira, temos nadadeiras abertas e fechadas. As abertas devem ser utilizadas com botas de neoprene e as fechadas podem ser utilizadas sem botas ou apenas meias de neoprene.
  • Tamanho da Pala – Quanto maior a pala, maior será o esforço. Mergulhadores iniciantes devem escolher nadadeiras de pala média.
  • Rigidez da Pala – Quanto mais rígida maior será o esforço. Mulheres e iniciantes devem preferir palas moles ou semi-rígidas.
  • Calçadeira Aberta – Possui calcanhar fechado. Ideal para águas quentes e para aqueles que não gostam de carregar muita “tralha”. Pode ser usada sem uso de meias ou botas.
  • Calçadeira Fechada – Calcanhar aberto, fixando os pés através de uma liga ou mola. Necessita o uso de uma bota de neoprene para firma-la ao pé. Muito utilizadas em águas frias onde o menor contato com o meio promove uma perda de calor muito grande. Os modelos com mola de inox são as preferidas de mergulhadores técnicos que não podem se dar ao luxo de perder uma nadadeira durante um mergulho extremamente profundo.
  • Resistência – Quando feitas de um bom material, nadadeiras podem durar 10 anos ou mais.

Cinto de Lastro e Pesos
Equipamento essencial para nos manter no fundo durante um mergulho.
  • Cinto – Deve ter uma fivela em aço inox para desengate rápido em caso de emergências. Deve ser longo o suficiente para caber todos os pesos de lastro que irá utilizar.
  • Fivelas – Pode ser de plástico ou aço inox (mais confiável) e sua caractéristica principal é a facilidade para desengate rápido em caso de emergências.
  • Pesos – Normalmente feitos de chumbo podem variar de tamanho e peso sendo os mais comuns de 500g, 1kg, 2kg e 3kg. Existem modelos emborrachados que evitam machucar o mergulhador e evitam danos a outros equipamentos de mergulho.

Faca
Ao contrário que muitos podem pensar mergulhadores autônomos normalmente não utilizam facas com o intuito de se proteger de animais marinhos (brigar de faca com um tubarão-martelo, já pensou?). O objetivo principal é livrar o mergulhador de um enrosco em redes de pesca, linhas de nylon e cordas. Existem diversos modelos e até tesouras sub. Por isso, considere os seguintes fatores na hora de adquirir sua faca de mergulho:
·        Tamanho – Não precisa ser a faca do rambo. Uma lamina de 10 a 15cm é mais do que suficiente.
·        Material – Lâminas em aço inox tem mais durabilidade e enferrujam menos. Cabo de plástico ou emborrachado evitam que escorregue da sua mão.
·        Lâmina – Deve ser lisa de um lado e serrilhada do outro para o corte de diversos materiais. Bem amolada, lembre que o esforço para cortar qualquer coisa sob a água será bem maior.
·        Bainha – Procure uma bainha que segure bem sua faca e evitar perdê-la durante o mergulho, mas que seja fácil liberar a faca quando precise. Também avalie o local onde irá utilizá-la: na perna?  
Cuidados com seus Equipamentos
Equipamentos de Mergulho são caros e delicados, por isso cuide bem deles!
  • O sal e o cloro danificam seu equipamento, por isso lave após o uso com água doce em abundância. Armazene em local fresco e longe do sol.  
  • Se passar muito tempo sem molhá-los o plástico e silicone podem ressecar e quebrar. Caso não mergulhe com freqüência leve seus equipamentos para o chuveiro e molhe uma vez por mês.
  • Não coloque nada pesado sobre eles.
  • Coloque um pouco de óleo de cozinha na lâmina da sua faca, deixe escorrer um pouco mas não retire completamente, e guarde-a. O óleo de cozinha preservará por algum tempo a integridade do metal e caso queira cortar uma fruta no barco não a deixará impregnada com WD40!
Video da PADI, dando dicas de mergulho snorkeling. OTIMO, mesmo sendo em Inglês. 
video



Um comentário:

  1. Michel Fernandes1 de julho de 2011 13:55

    Show, Presidente,

    muito bom. que aula.

    Abç

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo!
Agradecemos por visitar e ajudar a divulgar os ideais da OSCIP - ANJOS DAS ÁGUAS.

Gostaria de participar de um Curso de Mergulho e Meio Ambiente.